Receba as atualizações do † Almas Devotas ➜ Recadastre-se

Enter your email address:

17o. Dia - Mês de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento

Maria, Nossa Mestra no Cenáculo


ORAÇÃO PREPARATÓRIA PARA TODOS OS DIAS

V).   Vinde, ó Espírito Santo, Enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor.
V).   Enviai, Senhor, o vosso espírito e tudo será criado.
R).   E renovareis a face da terra.
Oremos — Deus, que instruístes os corações de vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, concedei-nos por esse mesmo Espírito o conhecimento e o amor da justiça e fazei com que Ele nos encha sempre de suas divinas graças, pelo mesmo Jesus Cristo Nosso Senhor.
R). Amen.

~ * ~ * ~ * ~

"Filho, eis aí vossa Mãe." Ao ouvir dos lábios de Jesus estas palavras, tão consoladoras para nós, a Santíssima Virgem devia ter morrido de dor. Como assim?!   O discípulo em lugar do Mestre, João em lugar de Jesus, a criatura em lugar do Filho de Deus?!
A divina Mãe, porém, aceita com amor esta permuta; cobre-nos com o sangue e os merecimentos de Jesus, e começa a nos amar com solicitude ilimitada, a ponto de sentir-se feliz em ficar ainda 24 anos na terra, para nos alimentar com seu amor e suas graças incomparáveis, apesar do imenso desejo que tinha de se ver unida quanto antes a seu Filho na glória.
A missão de Maria será a de fazer nossa educação cristã. Jesus conquistou todos os tesouros da graça; compete a Maria recolhê-los, distribuir o Pão que Ele nos deixou e fazer observar a lei que promulgou.
Jesus não podia ficar entre nós em seu estado glorioso; um certo temor nos afastaria d’Ele. E é por isto que o seu amor, no Santíssimo Sacramento, O priva de toda a ação exterior, a fim de que se torne mais atraente e mais acessível a todos.
Eis, porém nossa Mãe, que também é a Mãe de Jesus; Ela conhece o segredo da vida e do coração de seu Filho, e nos quer manifestar as virtudes de Jesus, no-las mostrar sob esse aspecto amável e fácil de reproduzir, o que somente é dado fazer a um coração de mãe. Se eu ousasse, dizia que Maria vai maternizar Jesus, torná-LO tão meigo, tão acessível e fácil de imitar, como é a mãe para seu filhinho!
Oh! como serão belas e tocantes as palavras de Jesus, passando pelos lábios de Maria! Quão amáveis e facilmente imitáveis se tornarão as virtudes tão sublimes, em si mesmas, ensinadas por Maria! Quão belo e amável será Jesus pintado por Maria! Como será fácil a educação com tão boa Mestra!

II. Maria conceberá, formará e aperfeiçoará Jesus em nós; Ela concebe Jesus em nós e no-lo dá.
O Pai lhe entregou seu Filho para que no-lo transmitivesse; o mundo era indigno de receber o Verbo diretamente de Deus; Maria foi nossa medianeira na Encarnação, e agora continua desempenhando esse mister, pois ninguém chega ao conhecimento de Jesus Cristo nem abraça sua santa Lei, nem obtém o dom da fé que salva, senão pelas súplicas de Maria; sua missão, que Ela sempre desempenha com fidelidade, é nos dar Jesus; importa recebê-LO de suas mãos, e debalde O procuraríamos longe d'Ela. Além disso, Jesus só crescerá em nós por meio de Maria; todas as graças de progresso espiritual só nos advirão por seu intermédio, pois foi sob a direção maternal de Maria que Ele cresceu em Nazaré; Jesus quer fazer-nos seguir a mesma lei. Vede no Santo Evangelho como opera suas primeiras graças por meio de Maria e em união com Ela. Por intermédio d'Ela santifica João Batista; sob seu olhar, glorifica seu Pai e se faz nosso modelo em Nazaré: a seus rogos consolida a fé dos discípulos em Caná, e enfim na Cruz encarrega-A solenemente de nossa formação. É finalmente por meio de Maria que Ele se aperfeiçoará em nós. A perfeição de Jesus em nós é a obra por excelência do Espírito Santo, mas, assim como este Espírito de amor quis realizar sua obra-prima, a Humanidade Santa de Jesus, por meio de Maria, assim também para estabelecer em nós a perfeita semelhança do Salvador e transformar-nos em outros tantos Cristos quer valer-se da cooperação de Maria.
Quanto mais encontra Maria numa alma, com tanto maior poder opera nela. Perguntai a todas essas almas santas nas quais reina soberanamente o amor de Jesus, perguntai-lhes onde o adquiriram e unanimemente hão de responder que foi em Maria.
Não possui Ela o segredo do espírito de Jesus? Sim; mais ainda: possui a plenitude desse Espírito, e é a perfeita imagem do Salvador, assim como o Verbo é a perfeita imagem do Pai.
   A Maria compete dar-nos o espírito de família; para isso se reveste de todas as qualidades de Jesus, de todas as suas virtudes, e fazendo-as passar através do seu maternal coração, no-las torna mais suaves, mais fáceis e nos anima a imitá-las. Por meio do amor de Maria vamos até a santidade de Jesus; vivendo da santidade de Maria, viveremos também da santidade Jesus.

III. Quão belo seria ver como Maria familiariza a criança com a ideia de Jesus, como infunde nos jovens sentimentos de generosidade para com Ele, e após havê-los preparado o disposto para a primeira comunhão, os guia mais tarde na escolha de um estado de vida conveniente e santo!
Essa educação dos jovens por meio de Maria exerce uma influência permanente em toda sua vida; efetuada pelo sentimento tão suave e encantador de seu amor e de sua piedade, causa-lhes uma impressão tão forte que nem mesmo uma vida desregrada conseguirá apagar, e desse modo conservarão sempre um sentimento de amoroso respeito para com Maria, ainda que algum dia venham a se olvidar de Deus.
A suave e excelsa imagem de Maria nos acompanha sempre na vida.
Feliz de quem recebeu d’Ela esta primeira educação; ser-lhe-á uma alavanca para retirá-lo do mal, e seu nome sempre despertará nesse coração uma vibração de amor.
É também Maria que faz a educação da virgem cristã, infundindo-lhe desde a infância sentimentos de piedade e de ternura para com Jesus, e que acende em seu coração a chama ardente do amor, nele excitando uma nobre ambição; mostra-lhe seu lírio imaculado, faz-lhe dele uma coroa, e apertando-a contra o peito, osculando-a casta e maternalmente, lhe diz: "Oh! minha filha, sê um lírio, sê a esposa de meu divino Filho; dá-lhe teu coração e recebe seu anel virginal; olha para minha coroa, recebe em herança meu amor pela virgindade, e sê duplamente minha filha!"
Desse modo, Maria forma as virgens, as guarda e defende. Adducentur virgines post eam. Maria é a sua rainha.
Eis como a educação feita por Maria torna a piedade fácil e suave. O que Ela fez nos primórdios da Igreja, continua a fazê-lo até hoje.
Os Apóstolos, como nós, já possuíam a Eucaristia, porém a primeira educação não é dada pelo pai; uma educação feita sem os carinhos maternais, disso a ressentirá sempre. A santidade formada unicamente por Jesus é mais austera, formada por Jesus e Maria é mais afável; para prová-lo, temos São João e São Paulo. Seja, pois Maria quem nos leve a Jesus, seja ela quem no-lo faça conhecer e amar, assim como O conheceu e amou. Nisto consiste a santidade e a felicidade.

~ * ~ * ~ * ~

Maria ama Jesus em nós

Maria nos cerca mui particularmente com sua ternura maternal quando possuímos Nosso Senhor em nosso coração, porque contempla em nós o seu diletíssimo Filho.
Santa Oportuna, abadessa, pediu, no leito de morte, para receber o Sagrado Corpo de Nosso Senhor, e comungou com tanta devoção, que não somente Jesus lhe deu as mais tocantes provas de amor, mas também a Santíssima Virgem se dignou aproximar-se de seu leito para consolá-la e dar-lhe o seu auxílio nesse último combate. A piedosa abadessa lhe confiou então as suas filhas espirituais e os interesses de seu mosteiro. E, estendendo os braços para Maria, num gesto de estreitá-LA ao coração, depositou em suas mãos a vida, exalando o suspiro final.
(Nicolau Laghi, trat. II, c XLVII).

PRÁTICA — Suplicar a Maria para que todos os agonizantes recebam o Sagrado Viático.

JACULATÓRIA — Salve ó Maria! nuvem celeste que espalhais a Eucaristia sobre o mundo, como um orvalho benfazejo.

~ * ~ * ~ * ~

Oração Final

Ó Virgem Imaculada, Nossa Senhora do SSmo. Sacramento, que durante os anos que vivestes depois da Ascensão, fostes modelo perfeito de serviço à Divina Eucaristia: Vós que passáveis diante de Jesus Sacramentado os dias e as noites, consolando-vos assim no exílio, ensinai-nos a avaliar o tesouro que possuímos no Altar e inspirai-nos visitar frequentemente o SSmo. Sacramento no qual Jesus fica conosco para dirigir-nos, consolar-nos, proteger-nos e receber em troca as homenagens que Lhe são devidas por tantos títulos.
Ó Mãe cheia de bondade e Modelo admirável dos adoradores da Eucaristia, já que sois a Medianeira das graças do Altíssimo, concedei-nos como fruto deste piedoso exercício, as virtudes que, tornando-nos menos indignos do serviço de vosso Divino Filho, obter-nos-ão a vida eterna.  Assim seja.
Nossa Senhora do SSmo. Sacramento, rogai por Nós.


__________

Excertos do livro: Mês de Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento extraídas dos escritos do Bem-Aventurado(*) Pedro Julião Eymard, o fundador da Congregação do Santíssimo Sacramento, 1946
(*) Sua canonização se deu em dezembro de 1962

Nenhum comentário:

Postar um comentário