Receba as atualizações do † Almas Devotas ➜ Recadastre-se

Enter your email address:

01 de Março - Mês Dedicado a São José

Da Predestinação de São José
e
Como foi anunciado em várias figuras e oráculos muito antes que nascesse
     Determinando Deus unir a si a natureza humana para remir o mundo, decretou, desde a eternidade, que Maria Santíssima, a mais pura das virgens, fosse preferida sobre todas as criaturas para digna Mãe do Verbo Divino, e logo ordenou também que São José, varão justo e de coração reto, fosse escolhido, entre todos os homens, para as dignidades supremas de esposo da Virgem e Pai virginal do Salvador.
     Com estas incomparáveis regalias, concorreu a liberal mão da Providência a fazer São José adequado aos misteriosos fins da sua predestinação. Enriqueceu-o com os tesouros perenes da sua graça e permitiu não só que lhe precedessem como prelúdio, várias figuras enigmáticas e simbólicas que o representaram, de longe, nos excelentes favores, com que o dotava, mas também que os esclarecidos oráculos dos Profetas anunciassem ao mundo a sua elevada grandeza.
     Na história sagrada encontramos muitas destas figuras que os Santos Padres explicam como aplicáveis ao nosso bem-aventurado Santo. Damos algumas entre muitas:
1. Aquele querubim que Deus colocou por fiel guarda do Paraíso terrestre e defensor vigilante da árvore da vida (Gênesis 3), é a figura de São José, assim como o Paraíso representa Maria Santíssima e a árvore da vida significa Jesus Cristo.
2. Todas as misteriosas ações que praticou o Santo Patriarca Noé, se verificaram no justo e afortunado esposo da Virgem; porque ele foi o condutor, o piloto da verdadeira arca mística Maria Santíssima, em que se salvou o mesmo Redentor do gênero humano, e os homens se viram livres da inundação horrível do pecado. Ele foi o primeiro, que viu com os seus olhos aquele sinal da verdadeira paz com prenda de reconciliação entre Deus e os homens.
3. Foi também simbolizado o nosso Santo na famosa escada, que viu Jacó, e chegava da terra até o céu, e em cujo último degrau mais próximo da terra, dizem os Santos Padres, representa José, casto esposo da Santa Virgem, da qual nasceu Jesus; porque como Deus feito homem nasceu neste mundo pupilo, e órfão sem pai, José foi escolhido por Deus, para que, em lugar de pai, o sustentasse como filho e lhe servisse de arrimo.
4. Uma das figuras mui própria, em que os Santos Padres reconhecem haver sido misteriosamente representado São José, foi o antigo Patriarca José, Vice-rei do Egito, porque nele se cumpriram  todas as grandezas. Sonhara ele que o Sol, a Lua e as Estrelas o adoravam e foi nisto um retrato figurativo da obediência que Jesus e Maria, verdadeiro Sol e verdadeira Lua, havia de ter a São José, e o respeito que os mais santos, simbolizados nas estrelas, lhe tributam. Chamou-se também a José o salvador do mundo, porque proveu de mantimento e livrou da fome não só o Egito, mas toda a terra em torno; e tudo isto foi anuncio de que o glorioso São José na lei da graça havia de ser a quem todo o gênero humano devesse a salvação, pois salvou o Redentor, livrando-o da tirania de Herodes, que o queria matar, quando menino, e ele foi também o que guardou o pão da vida de Jesus Cristo, que é o sustento do universo.
5. No capítulo 3 dos Cantares se lê que mandara Salomão fabricar um trono portátil chamado Ferculo, no qual costumava sair em público, e se compunha do que havia de mais precioso no mundo, porque era feito de cedro do Líbano, as colunas de prata, o docel de púrpura, e o reclinatório de ouro. São José, verdadeiro Ferculo, ou trono animado do melhor Salomão, Jesus Cristo, muitas vezes o levou e reclinou em seus braços.
6. Isaías no capítulo 62 diz: Habitará o mancebo com a Virgem, profecia essa que é aplicável a São José, verificando-se na vida santa e pura, que fez em companhia da Virgem, sua cândida e Esposa.
7. Alguns autores se referem à sibilla Cimea ou Cumea, que floresceu no governo de Numa Pompilio, mais de setecentos anos antes da vinda de Cristo, a qual em seus vaticínios deixou escritas estas palavras: “Naqueles dias nascerá uma mulher da geração dos judeus, que se chamará Maria e terá um esposo chamado José, e um filho chamado Jesus”. Mas com ser tão preciso este vaticínio, parece-nos suspeito.
 - - - - - - - - - - - -
A vida de São José pela Associação de Adoração Contínua a Jesus Sacramentado
Livraria Francisco Alves, 1927
 - - - - - - - - - - - -